2095 estudos - 4 abençoado(s) conectados - 666182 acessos - Contato
Procure seu estudo
Através dos títulos
No interior dos textos
Menu
Página inicial
Quem sou
Contatos e Endereços
Deixe o seu depoimento
Sites que indicamos
Galeria de fotos
Galeria de vídeos
Colunistas deste site
Crenças e religiões
Estudos bíblicos
Perguntas e Respostas
Pesquisas
Poesias
Testemunhos
Variedades
Loja Virtual
Destaques
free counters

Traduza o site
A Volta de Jesus
Tipo: Estudos bíblicos / Autor: Autores Diversos



JESUS ESTÁ VOLTANDO!!!

Há mil anos atrás no fim do século, assim como agora, o mundo enfrentou o seu momento mais sombrio. De acordo com o livro Miller’s Church History, a igreja se achava corrompida, apóstata, e muito fraca. Em verdade a sua própria vida estava se esvaindo. O islamismo crescia rapidamente; a Europa estava sendo dominada pelos húngaros que massacraram multidões; o medo e a violência estavam em toda parte da terra. Toda a humanidade se encontrava desolada e abatida pelo pânico. As calamidades se multiplicavam por todos os lados - terrível escassez de víveres - tragédias indescritíveis. Pragas e pestes haviam matado milhões incontáveis. Mas o pânico verdadeiro era causado por sinais incomuns e alarmantes nos céus. Encontra-se registrado que haviam sinais estranhos no sol e na lua. Os pregadores em todo o mundo começaram a pregar e a profetizar que o mundo iria se acabar em algum dia do ano 999, um pouco antes da marca do ano 1000. O texto usado era Lucas 21:25-27: "Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; sobre a terra, angústia entre as nações em perplexidade por causa do bramido do mar e das ondas; haverá homens que desmaiarão de terror e pela expectativa das cousas que sobrevirão ao mundo; pois os poderes dos céus serão abalados. Então, se verá o Filho do homem vindo numa nuvem, com poder e grande glória" (Luc. 21:25-27).
A partir do ano 960 o pânico aumentou. Mas o ano 999 era considerado o último que seria visto! Foi uma fraude satânica, baseada em errônea interpretação da mensagem sobre o milênio (significando mil anos) que se encontra em Apocalipse 20:1-7. As pessoas abandonavam seus empregos; os fazendeiros cessavam de plantar ou de colher; casas e prédios eram abandonados; os historiadores paravam de registrar os fatos. O rico e o nobre, os príncipes e os bispos, abandonaram os amigos e as suas famílias e correram para a Palestina, para ficar onde Cristo retornaria. Ele iria voltar e estabelecer um trono terreno no Monte Sião. As pessoas abandonaram fortunas - os reis e os imperadores pediam para serem aceitos nos mosteiros para se juntar à ordens santas. Multidões de pobres dormiam nos pórticos dos prédios santos - ou pelo menos à suas sombras! O povo começou a ter fome, mas não havia milho, nem trigo, nem gado ou colheitas. Não foram feitas provisões porque breve tudo iria se acabar.
A última noite antes de chegar 999 A.D. foi uma noite de pânico e de inquietação. Os ímpios se concederam um regalo final, do tipo a não ser repetido por ser muito tenebroso. Jerusalém se encheu daqueles que, sobre o Monte Sião, aguardavam que Jesus surgisse nas nuvens. Ao chegar a meia noite, o mundo prendeu a respiração. Os relógios deram as doze badaladas - e passou um minuto após a meia noite - a seguir passaram cinco minutos - e nada de Jesus! A noite foi sumindo à luz da manhã e tudo estava em paz e calmo. As multidões voltaram à suas casas para arar os campos, consertar as ruínas, para plantar. Tudo voltou ao normal. O resultado foi que o medo se transformou em gozações e brincadeiras! Enormes catedrais foram construídas e a povo se instalou nelas para viver sem expectativa do Seu retorno. Tinha chegado o tempo de se construir - até mesmo impérios! O pêndulo havia balançado.
Jesus Voltaria em 1843!
Aconteceu de novo há quase duzentos anos atrás quando William Miller, fundador do movimento Adventista , anunciou a surpreendente "revelação" de que Jesus voltaria em 1843! Ele havia se convertido do Deismo e em 1833 tornou-se ministro batista licenciado. Após catorze anos de estudos, Miller calculou que Jesus voltaria em 1843 em uma data específica. O seu livro, Provas bíblicas e históricas da Segunda Vinda de Cristo -- Em torno do ano 1843, continha tabelas, cálculos de minutos, certas provas de que, sem sombra de dúvida, 1843 seria o ano! Joseph Hines se tornou o divulgador do livro e de 1839 até 1843 milhares de crentes de todas as denominações se convenceram de que Jesus voltaria em 1843. A data que ele havia marcado chegou. Multidões foram até um monte esperar a vinda do Senhor. Quando Jesus não veio, ele voltou aos cálculos, confessou que havia cometido um engano e remarcou uma outra data! No ano de 1845, ele se tornou presidente dos adventistas.
Bom, depois de Miller, apareceram os conhecidos Testemunhas de Jeová, que já marcaram tantas datas para a volta de Jesus, com tantas contradições, que terminaram ficando com o ano de 1914, dizendo que Ele já voltou e está lá "alojado" na Torre da Vigia (a organização deles).
Você acredita que tudo está acontecendo de novo? Você já ouviu que Jesus voltaria em Rosh Hashanah em 11 de setembro de 1988 ao nascer do sol? E que a 3º Guerra Mundial começaria 23 dias mais tarde, em 4 de outubro? Que a batalha de Armagedon seria travada em 4 de outubro de 1995, e que o milênio começaria no crepúsculo de 23 de dezembro de 1995? Uma piada? Dificilmente! Recentemente foi escrito um livro que esteve correndo o mundo todo, chamado O Arrebatamento -- Rosh Hashanah e 88 razões do Porquê ! Se você não conhecesse a sua Bíblia, muitas destas oitenta e oito destas razões soariam muito convincentes. O livro de William Miller é ainda muito convincente sendo lido hoje!
Jesus voltou em 11 de setembro de 1988 ao nascer do sol? Essa seria a notícia mais maravilhosa que eu poderia conceber. Ele disse que viria subitamente! Por favor entenda que não estou fazendo pouco deste livro. Jesus pode vir a qualquer tempo. O que estou dizendo é que a marcação de datas é uma fraude - isto induz ao erro - e que contraria as escrituras. Na verdade, fazer isto deixa escapar toda a mensagem e o significado da vinda de Cristo!
Precisamos ter Cuidado Para Não Ficarmos Tão Presos ao Quando e ao Como, a Ponto de nos Esquecer de Quem Está Voltando.
Com certeza Jesus nunca teve em mente que o Seu corpo ficaria tão dividido a respeito desta bendita esperança. Existe tanta confusão, tanta divisão a respeito de quando Ele voltará. Os movimentos carismáticos e evangélicos se dividem em vários grupos - todos convencidos de saber quando Ele volta! Alguns acham que voltará em dois estágios: primeiro, um arrebatamento súbito, sem aviso, seguido pela tribulação. Outros são "meio -trib", acreditando na volta após 3 anos de tribulação. Outros ainda são "pós-trib", crendo que Ele virá depois de sete anos de grande tribulação.
E aí vem o grande e crescente debate a respeito do reino milenar de Cristo na terra. Há os pré-milenistas que acreditam que a segunda vinda será seguida por um reinado de mil anos de Cristo como rei na terra, após o qual virá o fim do mundo. Os pós-milenistas afirmam que o reinado de Cristo é agora: o mundo será cristianizado e experimentaremos um longo período de justiça e de paz, "o milênio". Declaram que o evangelho vai conquistar e derrotar o mal aqui na terra - e aí Jesus virá. Os "amilenistas" crêem que não há um reinado de mil anos de Cristo na terra, mas que há dois reinos andando paralelos: o reino de Deus, de luzes, e o reino do diabo, de trevas. Na vinda de Cristo, Ele estabelecerá o Seu reino e esmagará o reino do diabo.
Também circula a teologia do domínio, que afirma que Jesus não virá até que os cristãos ganhem autoridade sobre todos os níveis da sociedade - político, social, e econômico - controlem os sistemas, tornem o mundo santo, e a seguir promovam o retorno de Jesus como rei. Além de todas estas doutrinas, há todos os tipos de dispensacionalistas - todos eles cheios de provas, de lógica, todos eles com evidências das escrituras, todos se proclamando ser os únicos certos. Na minha Bíblia eu não vejo: "Estejais vós sempre fazendo contas e cálculos!", mas, "Estejais preparados!" Creio que o Espírito Santo pôs esta mensagem no meu coração para que ninguém jamais seja abalado ou enganado por qualquer marcador de datas. Digo com Paulo: "Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele , nós vos exortamos a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. Ninguém, de nenhum modo, vos engane..." (2 Tess. 2:1-3). Jesus disse: "Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho, senão o Pai...Vigiai,pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa...para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo" (Marcos 13:32-36). Os marcadores de datas contornam isto dizendo que o problema em se conhecer a data exata da Sua vinda, é devido aos diferentes fuso-horários, portanto ninguém saberia a hora nas diferentes zonas!
Deus Propositadamente Retém a Data da Volta de Cristo Para Manter o Seu Povo em Estado de Alerta
"Estai de sobreaviso, vigiai e orai; porque não sabeis quando será o tempo" (Marcos 13:33). Toda doutrina a respeito da volta de Cristo, da tribulação, ou do milênio, que roube de você a vigilância, a oração e a expectativa momento a momento, não é de Deus! Nem é de Deus se ela lhe rouba o zelo de ganhar os perdidos para Cristo. Devemos viver hora a hora aguardando, vigiando e trabalhando.
Há algumas décadas atrás, a vinda de Jesus era pregada de um jeito que me deixava com muito medo! O texto sempre era: "Então, dois estarão no campo, um será tomado, e deixado o outro; duas estarão trabalhando num moinho, uma será tomada, e deixada a outra. Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o nosso Senhor...Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do homem virá" (Mateus 24:40-44). Ouvia os pregadores falando do soar da trombeta com o desaparecimento de milhões de pessoas, acidentes de carros, queda de aviões, colisão de trens! Um dia eu cheguei do trabalho e não timha ninguém em casa! Pensei que havia perdido a Sua vinda - que pânico! Pensei que havia sido deixado para trás!
Assim é para muitos cristãos. A Sua vinda lhes causa medo - convivem com o pavor da última trombeta! Se há rebeldia e pecado não abandonado, isso causará medo. Mas nesta mensagem quero falar sobre a Sua vinda sob uma outra luz - ou seja, nos termos do seu significado para o vencedor, para aqueles que O amam.
Ele Voltará do Mesmo Modo que Partiu.
"Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor, será este o tempo em que restaures o reino a Israel? Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade...Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos. E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir" (Atos 1:6-11).
A primeira coisa que Jesus fez foi reunir os escolhidos para verem Sua ascensão para o Pai: "E comendo com eles..." (Atos 1:4). Outra tradução bíblica diz: "reunindo-os". Cerca de 120 pessoas foram convidadas pelo próprio Jesus para se reunir sobre o Monte das Oliveiras. Não acho que eles soubessem ou tivessem compreensão do que estava prestes a acontecer. Ele havia tentado lhes preparar para o Seu retorno para o Pai: "...vou para o Pai,e não me vereis mais" (Jo. 16:10). Como uma mente finita poderia entender estas palavras? Como é que Ele iria? Ele morreria outra vez? Será que viria uma carruagem como aconteceu com Elias? Será que os anjos O iriam levar? Ou será que de repente Ele iria desaparecer no ar? Tratava-se de algo a respeito do qual Jesus já os havia avisado: "Ouvistes que eu vos disse: vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai..." (João 14:28). Disseram eles: "...Que vem a ser esse - um pouco? Não compreendemos o que quer dizer" (João 16:18).
Da mesma maneira que Ele reuniu os Seus discípulos, Jesus irá outra vez reunir em primeiro lugar o Seu povo junto a Si, para prepará-lo para a Sua volta. Mas nós iremos compreender? Deus sempre possuiu um povo Seu, mas um pouco antes do Seu retorno Ele fará o que fez quando partiu. Ele está fazendo isto agora! Está acontecendo em toda as Américas, China, Europa, Polônia e Rússia. Pequenos e grandes grupos estão atendendo ao chamamento do Espírito Santo com o objetivo de "sair para encontrá-lO". Eles ouviram a trombeta! Ouviram o grito: "Eis o noivo! Saí ao seu encontro!" (Mateus 25:6).
Jesus disse que eles deveriam se alegrar, contudo os preveniu: "...chorareis e vos lamentareis...vós ficareis tristes..." (João 16:20). Jesus está reunindo um povo que recebe a ordem de se alegrar, porque Ele está voltando do jeito que partiu! Jesus falou a respeito de coisas terríveis que aconteceriam na terra - coisas tão amedrontadoras que o coração dos homens não suportaria de medo ao contemplarem o julgamento vindo de todos os lados. Mas estes que foram reunidos recebem ordens de não se atemorizar, mas de se alegrar - enquanto as forças do céu são abaladas. "...ao começarem estas cousas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima" (Lucas 21:28).
Um Homem de Glória foi Quem Partiu - Um Homem de Glória é Quem Está Voltando.
"...Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir". O corpo colocado no sepulcro era de carne e osso, e um corpo de carne e osso ressuscitou! Foi um Jesus de carne e osso que Tomé tocou. Tocou as Suas mãos e colocou sua mão no Seu lado. Verdadeiramente este era um homem - glorificado - que ascendeu até o Pai! Jesus não se evaporou na frente deles! Ele subiu em uma nuvem até se perder de vista! Essa visão deve ter sido impressionante: Jesus cheio de brilho - irradiando glória - com o rosto dirigido para os céus - lentamente se elevando acima deles! Eles foram obrigados a cair de joelhos!
Contemplaram todo o advento com os olhos fixos nEle: "...estando eles com os olhos fitos no céu". Não haviam eles piscado os olhos e Ele já havia partido! Viram o desenrolar completo do advento. É verdade que seremos transformados em um piscar de olhos: "...transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar d’olhos, ao ressoar da última trombeta..." (I Cor. 15:51-52). Paulo está relatando a respeito da transformação do nosso corpo ao sermos "...arrebatados juntamente com eles [os que ressuscitaram dos mortos], entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares..." (I Tessal. 4:17). Ele virá rápida e subitamente, e instantaneamente o nosso corpo será transformado.
Mas o que vai acontecer antes da mudança do nosso corpo? Creio que os remidos O verão descer, assim como os 120 O viram subir! Acredito que a vinda de Cristo será uma revelação da Sua glória para com a Sua noiva. A última trombeta simboliza um último despertamento. "Esta é a voz do meu amado; ei-lo ai, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros" (Cantares 2:8). E Ele virá de maneira rápida, súbita, e seremos corporalmente transformados em um instante. Mas eu creio que a vinda de Cristo é uma demonstração da Sua glória para com a noiva! Ele primeiro baterá: "...eis a voz do meu amado, que está batendo..." (Cantares 5:2). Como poderia a noiva não sentir a breve aproximação do seu amado? Nos tempos antigos a aproximação do noivo era anunciada à noiva e aos seus familiares por dois quarteirões no mínimo: "Eis que o noivo está chegando!"
"Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo" (I Pedro 1:13). "Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa" (I Tessal. 5:4). Nós O amamos agora, apesar de não vê-lO. Como será então naqueles momentos antes de Ele aparecer para Se revelar? "A quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória" (I Ped. 1:8). Agora Ele é alegria indizível e cheia de glória ao simplesmente nos tocar pelo Seu Espírito. Ele alguma vez já entrou em sua casa? Alguma vez Ele chegou tão perto como se você estivesse no céu? Então como será quando Ele começar a atrair nos pela proximidade da Sua glória e da Sua presença?
A Palavra de Deus diz que os santos de Deus podem ver o dia se aproximando: "Não deixemos de congregar-nos...antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima" (Hebreus 10:25). "...Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é" (I João 3:2). "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o trespassaram..." (Apocalipse 1:7). "Contemplarão a sua face, e na sua fronte está o nome dele" (Apocalipse 22:4). Estevão, "cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita" (Atos 7:55). Estevão constitui um tipo daqueles que vivem nos últimos dias, "cheio(s) do Espírito Santo", a quem serão concedidos olhos abertos e um céu aberto. Veremos Jesus vindo em glória com todos os santos anjos. Veremos o trem da Sua glória!
A Sua Vinda Será uma Grande Celebração Tanto Para a Noiva Como Para o Noivo
Para nós que constituímos a noiva, não pode haver medo quando Ele aparecer. "Pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando" (I Pedro 4:13). Nunca se esqueça de que Ele não vai pegar de surpresa aqueles que O aguardam, que estão "esperando e apressando a vinda do Dia de Deus..." (2 Pedro 3:12). Esses que esperam e aguardam estão "remindo o tempo, porque os dias são maus" (Ef. 5:16). Eles não passam o dia sentados na frente da TV! Não vivem presos ao seu ego, aos seus sonhos e ambições! Porém estão ocupados, adornando-se como uma noiva que aguarda. Estarão ocupados até que Ele venha. Esse dia "não pegará de surpresa" os que estão preparados. Ele não virá como um ladrão para aqueles que estão aguardando!
Este também será o dia da alegria do Senhor! Ele anseia estar com a Sua noiva: "Eu sou do meu amado, e ele tem saudades de mim" (Cantares 7:10). Esquecemo-nos do Seu entusiasmo, da Sua alegria, da Sua expectativa. Sim - Ele anseia ardentemente por Sua noiva! Jesus chorou junto ao túmulo de Lázaro. Ele "pulou de alegria" quando Seus discípulos voltaram, após haverem expulsado demônios (veja Lucas 10:17-22). Ele é o homem glorificado, co-participante de todos nossos sentimentos, e cheio de rejubilante expectativa para ter Sua noiva, reivindicá-la, e atraí-la para Si!
Ele prometeu "aparecer" aqueles que O aguardam. "...aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação" (Hebreus 9:28). Dessa vez não virá para fazer expiação do pecado, porém para revelar Sua glória à noiva. Esta manifestação já começou. Ele está demonstrando o Seu poder e a Sua glória para o remanescente santo que Lhe pertence. Estes serão apanhados no ar em tração magnética. Ele não está armando um truque para achar Sua noiva em meio à fornicação e adultério. Em vez disso, Ele busca persuadir, e purifica, chama, e nos atrai para mais perto.
Jesus Virá Com um Alarido!
"Porquanto o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras" (I Tess. 4:16-18). Em grego, a palavra "alarido" significa incitar pela palavra, despertar, criar excitação, estimular à ação. A voz do arcanjo será ouvida por todos os vitoriosos: "Ele chegou às portas! Venham, amados! Aquele que vocês amam veio para levá-los". Não se trata de uma chegada discreta, feita quietinha em um canto. Não! Jesus virá ao ressoar da trombeta, com exércitos de anjos, à Sua palavra de ordem, com o brado cósmico dado pelo arcanjo. Os mortos em Cristo se levantarão primeiro para encontrá-Lo no ar. Será uma alegria ensurdecedora! Eles O abraçarão em primeiro lugar. Você acha que eles vão ficar em silêncio? Com novos corpos? Eternamente remidos e finalmente com Jesus depois de tanto tempo? Amados, eles estarão lá se rejubilando! E enquanto se rejubilam, Ele enviará os Seus anjos para todo o mundo e reunirá os Seus filhos. Que incríveis boas-vindas. Mas aqui está o significado da Sua vinda, distilado em poucas palavras: "...e, assim, estaremos para sempre com o Senhor" (I Tessalonicenses 4:17). Como é tolo ficar discutindo se iremos viver na terra ou em algum lugar do céu. O céu será qualquer lugar onde Jesus esteja! Algumas pessoas estão tão convencidas de que jamais deixaremos a terra, de que Jesus descerá para nós e estabelecerá um reino mundial. Tudo o que quero é esta palavra: "e assim estaremos para sempre com o Senhor".
Você deseja estar para sempre com o Senhor? Você sabia que também é desejo dEle estar com você? "Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória..." (Jo. 17:24). Não se zangue com os marcadores de datas que achavam já possuir todos os cálculos sobre a Sua vinda. Talvez isto tenha sido feito com zelo sem sabedoria. Chega de mais livros, cartas e profecias que sustentem possuir revelação especial. Não se abale por nenhuma destas coisas. Deixe os tempos e as épocas nas mãos do Pai - e viva cada dia da sua vida como se Cristo estivesse chegando nesta hora. Até que Ele venha há muito trabalho a ser feito reconstruindo as muralhas de Sião.
Ora, meu irmão, só há uma maneira de não sermos enganados por esses marcadores de datas - é ler a Bíblia sempre e frequentar uma boa Escola Dominical.
Deus nos guarde desses espertalhões.

adailcampelo@hotmail.com
adailcampelo@hotmail.com




Este artigo te tocou? Envie-nos uma mensagem!
Seu nome:..
Seu email:..
Comente o artigo:..
..Quem escreveu o artigo acima?
Clique para ler este artigo
Autores Diversos